Vamos parar de pensar no pior?

Vamos parar de pensar no pior?

Gastar pensamento com coisa negativa é desdenhar da vida, é concordar com a lógica do absurdo, porque tem muito mais coisa boa que ruim nesse mundo, apenas não se costuma noticiar. Vamos parar. Parar de acreditar no azar, no medo da tragédia não anunciada, vamos parar de sussurrar doenças e de reforçar crenças de conformismo, de braços cruzados, atados ao fatalismo.

Vamos parar de aplaudir corrupção, ganância, miséria, parar de rir de coisa séria, a não ser que nada mais tenha jeito. Vamos acreditar e agir em prol da nossa felicidade, alegria, do prazer incomparável em cada dia, investir mais na beleza dos simples momentos, esquecer tormentos que nos fazem sofrer por coisas as vezes tão pequeninas.

Vamos ficar alertas para qualquer motivo de riso, acreditar nos sonhos e esperar boas surpresas, ao invés de só correr atrás, porque a vida sempre nos traz mais. Vamos com exemplos e atitudes, faxinar a alma, o coração desiludido e a sociedade.

Por caridade, não perca seu tempo sendo negativo ou omisso, assuma o compromisso de ser feliz todos os santos dias, porque a felicidade e a alegria são tão magrinhas que ocupam pouco espaço nas esquinas da sua emoção. Vamos parar de compactuar com os crimes contra o equilíbrio do ser.

 

 

Vamos então viver e assim: inconformismo com o que é ruim, com o que engasga, com o que não desce, inconformismo que só cresce quando tentam nos fazer de idiotas, de bobos da corte no império falido de uma população.

Vamos dizer não aos que se julgam muito sábios para ditar regras, mas que vivem as cegas sem colocar em prática suas certezas que não passam de teorias ridículas sobre o correto comportamento dos outros seres humanos. Insanos esses homens de mentira, pinóquios caras de pau, não compactuemos também com esse mal, a intolerância disseminada nas redes sociais, na rua, nos jornais. Vamos abominar todo e qualquer preconceito para que o mundo tenha jeito.

Estejamos alertas para a suave melodia da vida, tocada em perfeita harmonia com toda a criação. Dancemos ao som, num tom maior e façamos da nossa vontade de equilíbrio um instrumento de percussão. Que uma mão lave a outra e que todas limpas e juntas, possam orquestrar uma nova canção. Amar é sempre a solução.

Dalia Hewia

Sou Dalia Hewia, autora de quatro livros e escritora por vocação e muito amor, uma pessoa que gosta de alegria, de risadas, de bons momentos, sou feliz. Toda situação depende da ótica com que é observada e eu prefiro olhar para tudo com otimismo. A intensidade faz parte de meus pensamentos, sentimentos e maneira de ser. Gosto de gente, animais, natureza e de entender até o complicado, reverencio o sagrado, presente em todos os instantes. Eu e as palavras somos amantes, na esperança de tocar diversos corações porque a vida é assim, repleta de surpresas, possibilidades e reflexões. Paixões!

Compartilhe a felicidade!

Deixe seu comentário!

Post Author: Dalia Hewia

Dalia Hewia
Sou Dalia Hewia, autora de quatro livros e escritora por vocação e muito amor, uma pessoa que gosta de alegria, de risadas, de bons momentos, sou feliz. Toda situação depende da ótica com que é observada e eu prefiro olhar para tudo com otimismo. A intensidade faz parte de meus pensamentos, sentimentos e maneira de ser. Gosto de gente, animais, natureza e de entender até o complicado, reverencio o sagrado, presente em todos os instantes. Eu e as palavras somos amantes, na esperança de tocar diversos corações porque a vida é assim, repleta de surpresas, possibilidades e reflexões. Paixões!

Deixe uma resposta