6 práticas que te levam a ser resiliente!

Como saber se somos resilientes ou não?

Primeiro precisamos saber o que é a resiliência, para podermos responder a essa pergunta e, para decidirmos se queremos ser ou não resilientes.

Então vamos lá!

Na física, resiliência significa a capacidade de um material voltar ao seu estado normal depois de ter sofrido uma pressão. Já, as ciências humanas utilizam este termo para mostrar a capacidade da pessoa em manter uma conduta sã num ambiente insano, ou seja, a capacidade que temos de construir-nos positivamente frente às adversidades da vida.

Então, resumindo, podemos dizer que é a habilidade de superar crises e dificuldades sem adoecer, achando saídas que nos levem a crescer e superar.

Quem é resiliente não se abate facilmente, não culpa os outros pelos seus fracassos e tem um humor invejável, ou seja, não é vítima.

Quem é resiliente desenvolve a capacidade de recuperar-se e moldar-se novamente depois de cada obstáculo, de cada desafio que enfrenta.

As pessoas resilientes normalmente não adoecem quase, pois conseguem encontrar estilos de vida com objetivos, significados e aprendem a lidar com as frustrações.

Um ponto positivo é que a resiliência não é um traço de caráter hereditário que temos, ou que não temos. É uma conquista pessoal, ou seja, qualquer um de nós pode desenvolvê-la.

Maravilha não é mesmo?

Agora que você já sabe, se é ou não resiliente, deve estar se perguntando, mas como desenvolver? Já vamos ver.

Primeiro vamos refletir um pouquinho com o ursinho Pooh…

Calma! É sério! Preste atenção nas dicas e já falamos o que fazer para sermos mais resilientes.

Para sermos resilientes é fundamental cultivar um cérebro positivo, pois a positividade transforma a vida da gente.

Pessoas positivas são resilientes. E aqui não falo apenas em pensar positivo. Aqui falo de:

– Ter clareza do seu propósito de vida, de praticar aquilo que lhe dá prazer todos os dias, de trabalhar apaixonado seja aonde for, pois é sua conexão maior.

– Estimular métodos de relaxamento e meditação em sua vida para facilitar a mente tranquila, o viver no agora, o foco no presente.

– Praticar todos os dias as emoções positivas como: gentileza, bondade, amor, gratidão, perdão, alegria… fortalece um novo caminho no cérebro que te leva a uma vida mais plena, saudável e feliz.

– Manter sua casa e o ambiente arrumados, procurando descartar o que não serve para não acumular lixo físico e emocional. Quanto menos lixo no ambiente e no cérebro, menos doenças como ansiedade, angústia, depressão.

– Preze por desenvolver convivências harmoniosas de forma geral. Como você se relaciona com os outros e com você mesmo determina uma grande parte de sua saúde física, mental e emocional.

-Cultive diariamente a sua criança interna, pois ela é responsável pela leveza de vida, pela criatividade, pela curiosidade, pela intuição… Reative algo de sua infância, coma alguma comidinha gostosa da época, sorria e faça caretas no espelho…


“A resiliência não se limita à superação de obstáculos. O sujeito resiliente é capaz de transformar problemas em trampolins para o seu desenvolvimento. Trata-se de viver a experiência transcendental do renascer das amarras da adversidade. Porém, não na condição de vitimizados, mas enriquecidos pela experiência do sofrimento”. George Souza Barbosa

Vamos começar a desenvolver a resiliência?

Com certeza vale a pena!

Grande abraço!

Isabel

Meu nome é Isabel Rios Piñeiro: Sou uma profissional apaixonada por transformar vidas há mais de 30 anos. Sou Psicóloga, tenho diversas especializações, Mestrado, atuo como Psicoterapeuta e sou idealizadora do Método Cura Positiva.

Compartilhe a felicidade!

Deixe seu comentário!

Post Author: Isabel Rios

Meu nome é Isabel Rios Piñeiro: Sou uma profissional apaixonada por transformar vidas há mais de 30 anos. Sou Psicóloga, tenho diversas especializações, Mestrado, atuo como Psicoterapeuta e sou idealizadora do Método Cura Positiva.

Deixe uma resposta